Navigation

Município e Estado se unem para reduzir mortalidade infantil em Goiás



O prefeito Hildo do Candango deu sinal verde para o início dos trabalhos que visam reduzir a número de óbitos de crianças no município de Águas Lindas O prefeito de Águas Lindas de Goiás Hildo do Candango foi representado pelo vice-prefeito Luiz Alberto Jiribita, na manhã desta terça-feira (14) em uma importante reunião na Secretaria Municipal de Saúde com técnicos da Secretaria de Estado de Saúde. Foi anunciado o início de ações efetivas específicas para reverter os índices de mortalidade infantil no município e no estado de Goiás O trabalho se iniciou com a capacitação dos agentes que compõem a Atenção Básica e com a estruturação necessária do projeto com o intuito de obter êxito a médio e curto prazo. Para reduzir a Mortalidade Infantil no Estado de Goiás, estão sendo priorizadas as ações de intervenção nos municípios com maior Taxa de Mortalidade Infantil, com o intuito de reduzir de 13,9 para 10,6 óbitos por mil nascidos vivos até o ano de 2018. Para cumprir as metas mencionadas, o governo vai oferecer atenção integral às mulheres, bem como o monitoramento do crescimento e do desenvolvimento das crianças menores de um ano de idade. Na opinião da Superintende de Vigilância em Saúde (Suvisa/SES-GO, Maria Cecília Martins Brito, o município de Águas Lindas reúne vários requisitos que contribuem para realização deste trabalho no Entorno do Distrito Federal “por contar com uma estrutura básica e a união dos Gestores na execução do programa”, ponderou. Será formada a Rede Estadual de Núcleos de Vigilância do Óbito, capaz de monitorar e notificar óbitos infantis e de mães em função da gravidez ou parto, a fim de intervir nos prováveis riscos e apontar uma solução. Além deste monitoramento, as ações visam a situação epidemiológica, principalmente com as doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, a fim de garantir o diagnóstico e o tratamento precoce para as doenças envolvendo gestantes e recém-nascidos. “Vamos fortalecer as competências familiares e municipais na atenção integral à criança menor de um ano de idade e pactuar responsabilidades com as instituições parceiras, para garantir o direito da criança”, frisou Murilo do Carmo, coordenador de Vigilância da SES. Falou-se também em relação às datas para realização de conferências com temáticas sobre o Planejamento Familiar e ações de prevenção e combate ao mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya. O secretário de Saúde Eduardo Rangel detalhou minuciosamente a situação atual de Águas Lindas em relação ao trabalho de educação em saúde e vigilância sanitária e epidemiológica. Saiba Mais As ações darão atenção especial a 30 municípios goianos, que são: Águas Lindas de Goiás, Anápolis, Aparecida de Goiânia, Bom Jesus de Goiás, Caldas Novas, Campos Belos, Catalão, Cidade Ocidental, Cristalina, Formosa, Goianésia, Goiânia, Goianira, Inhumas, Itaberaí, Itapuranga, Itumbiara, Jaraguá, Jataí, Luziânia, Mineiros, Novo Gama, Planaltina, Posse, Rio Verde, Santa Helena de Goiás, Santo Antônio do Descoberto, Senador Canedo, Trindade, Valparaíso de Goiás. Da Assessoria de Comunicação de Comunicação Foto: ASCOM
Share
Banner

David Rodrigues

Post A Comment:

0 comments: